Geriatria

Implantologia

Nossos idosos precisam de muitos cuidados.

O envelhecimento mundial é um fenômeno que tem sido muito discutido na última década.

Com o avançar da idade vai se tornando cada vez mais difícil os cuidados com a higiene oral, pois o envelhecimento reduz progressivamente a:
- habilidade de ver e ouvir;
- capacidade diminuída dos pacientes de avaliar sua própria higiene oral ou seus problemas bucais;
- dependência de terceiros para comparecer às consultas odontológicas;
- problemas de coordenação motora para uso do fio dental e escovação adequada.

Com as dificuldades acima apresentadas, esses pacientes apresentam freqüentemente fraturas de elementos dentários e doenças periodontais (doenças gengivais).
 

Estas patologias causam dores e inflamações/infecções que comprometem ainda mais a saúde já debilitada que eles apresentam (ex.: endocardite bacteriana – infecção cardíaca ocasionada por bactérias que se encontram na circulação sanguínea e se alojam em tecido cardíaco).

Muitas vezes, um acompanhamento odontológico pode ser realizado em casa, devido a dificuldade do paciente em se locomover. A interação médico/dentista é fundamental para um ótimo resultado no tratamento.